O colaborador pode usar o celular pessoal para fazer serviços da empresa?

Até o momento, não existe lei específica no Brasil que regule o uso do celular particular à serviço da empresa. Não há nada escrito na lei que fale se o colaborador pode ou não usar o aparelho celular pessoal para realizar serviços para a empresa onde trabalha. O ideal é que empregado e empregador estejam de comum acordo sobre a questão. Mas existem entendimentos dos juízes sobre o tema.

De acordo com o Di√°rio Oficial da Uni√£o e com o Princ√≠pio da Legalidade, sendo este um princ√≠pio individual e cl√°usula p√©trea impl√≠cita no art. 5¬ļ, inciso II de nossa Constitui√ß√£o Federal/1988, determina-se que ‚Äúningu√©m ser√° obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa sen√£o em virtude de lei‚ÄĚ.

A portaria 671 publicada em 8 de novembro de 2021 veio para regulamentar algumas rela√ß√Ķes do trabalho e tem o intuito de melhorar e modernizar algumas normas sobre o controle de ponto.

Dentre os artigos existem muitos t√≥picos que merecem a devida import√Ęncia por parte dos gestores pois existem muitas informa√ß√Ķes sobre a melhoria do controle de ponto. O mais bacana da norma √© que a decis√£o de qual ser√° o melhor registro para a empresa √© por acordo coletivo de trabalho ou conven√ß√£o.

Nesse texto vamos te mostrar o que mudou e quais são as regras para você ficar ligado e atribuir na sua empresa!

A portaria 671 regulamenta que os REPS estão totalmente permitidos e continuam sendo uma ótima forma de registrar o ponto. Foi definido três estilos de registro de ponto: REP-C, REP-A e REP-P.

REP-C

√Č o sistema de registro eletr√īnico de ponto convencional: composto pelo registrador eletr√īnico de ponto convencional ‚Äď REP-C e pelo Programa de Tratamento de Registro de Ponto.

REP-A

O REP-A é o conjunto de equipamentos e programas de computador que tem sua utilização destinada ao registro da jornada de trabalho, autorizado por convenção ou acordo coletivo de trabalho.

REP-P

O REP-P √© o Registrador Eletr√īnico de Ponto por Programa, ou seja, √© realizado por meio de softwares. √Č necess√°rio emitir o arquivo de fonte de dados (AFD) e o comprovante de registro de ponto em PDF podendo ser de forma eletr√īnica ou impressa. √Č uma √≥tima forma de registro e torna os dados bem seguros.

CONCLUSÃO

Podemos concluir ent√£o que essas normas vieram para modernizar e ajudar todos a terem um registro de ponto seguro e eficaz. Assim sendo, a empresa n√£o pode obrigar o empregado a usar o seu patrim√īnio em prol dos servi√ßos dela pr√≥pria.

Anexo de atestados pelo app Easydots: saiba tudo sobre essa tecnologia!

Já imaginou eliminar todos os papéis do seu departamento pessoal?

Atualmente a √°rea da tecnologia vem crescendo e criando in√ļmeras solu√ß√Ķes para o mundo corporativo, dessa forma inovando e adaptando o mercado ao uso de ferramentas digitais para substituir os processos manuais.¬†

O easydots entrou no mercado trazendo diversas solu√ß√Ķes digitais para o mundo do departamento pessoal. A gest√£o da jornada de trabalho de forma autom√°tica foi uma delas, trazendo a possibilidade para o gestor, de economizar gastos com pap√©is e tempo fechando o espelho ponto.

Desejando n√£o apenas cortar o uso de pap√©is para os processos internos, e sim tamb√©m desburocratizar o setor do departamento pessoal, criou-se a funcionalidade de anexar atestados e declara√ß√Ķes.

√Č permitido o uso desses aplicativos?

A¬† Portaria 671 ampara o uso de aplicativos para a gest√£o das jornadas de trabalho dos colaboradores. No entanto, para o uso, deve-se seguir a regulamenta√ß√£o conforme seu tipo de registrador eletr√īnico.¬†

Sendo eles divididos em 3 tipos:

  • Registrador de Ponto Alternativo (REP-A)
  • Registrador de Ponto Convencional(REP-C)
  • Registrador de Ponto via Programa (REP-P)

√Č necess√°rio tamb√©m que o aplicativo esteja alinhado com a Lei Geral de Prote√ß√£o de Dados (LGPD), para garantir a preserva√ß√£o dos dados tanto do gestor quanto do colaborador.

Como funciona?

De forma muito simples o colaborador pode fazer esse anexo, basta seguir o passo a passo:

  1. Entre no aplicativo, aperte o ícone para o menu

2. Entre na op√ß√£o ‚ÄúAtestados e declara√ß√Ķes‚ÄĚ

3. Aperte o bot√£o ‚ÄúAdicionar‚ÄĚ

4. Preencha os dados, aperte o bot√£o ‚ÄúImagem‚ÄĚ e tire a foto

Confira também: As principais desvantagens de utilizar o relógio de ponto manual e os motivos para modernizar esse controle!

Benefícios

Agilidade: O colaborador pode tirar a foto do atestado e anexar no sistema a qualquer momento, n√£o precisando ir entregar ao setor de recursos humanos, facilitando para empresas que possuem colaboradores externos, por exemplo em regime de home office.

Segurança: Seguindo todas as normas da Portaria 671 e LGPD, traz proteção tanto para o colaborador quanto para a empresa, evitando o risco de ocorrer processos trabalhistas para o negócio.

Conclus√£o

Em resumo, nesse texto compreendemos que as empresas começaram a utilizar sistemas que possam substituir os processos manuais de um colaborador.

Dessa forma criaram-se diversas ferramentas digitais, como o easydots, que entrega para o mercado um sistema de gestão de departamento pessoal, incluindo uma novidade que é anexar atestados ao invés de entregá-los para a empresa, trazendo mais agilidade nos processos dentro do departamento pessoal.

Reconhecimento Facial: Um novo meio de controle de ponto!

Qual a import√Ęncia de fazer a gest√£o da jornada de trabalho?

A gestão de jornada de trabalho é uma atividade feita em conjunto por dois setores: recursos Humanos (RH) e Departamento Pessoal (DP). Consistindo na utilização de um meio para marcação dos horários de início e final de turnos de seus funcionários.

A Consolida√ß√£o das Leis do Trabalho (CLT) restringe uma jornada de no m√°ximo 44 horas semanais e de no m√°ximo 220 horas mensais, para os colaboradores de uma empresa. O registro eletr√īnico e o manual s√£o um dos meios mais conhecidos de registro¬†ponto. Dessa forma √© poss√≠vel medir quais colaboradores est√£o cumprindo com o per√≠odo mensal de trabalho combinado.

Portanto, a gestão envolve controlar os seguintes aspectos:

  • Cumprimento de intervalo;
  • Per√≠odo de Descanso;
  • Horas geradas;
  • Atrasos.

Legislação

Este m√©todo entrou em uso ap√≥s a aprova√ß√£o da Portaria 373, que no artigo 2¬į¬†aprova a utiliza√ß√£o de meios alternativos para o registro de ponto dentro.

A Portaria 671 veio para regulamentar a utilização das diferentes formas de como devem ser utilizados os meios alternativos, tanto para os colaboradores quanto para gestores. Trazendo todas as normas que a empresa deve seguir ao adotar.

São divididos em 3, os meios de fazer esse registro, que são:

Registrador Eletr√īnico de Ponto por Programa (REP-P)

Encontra-se no grupo de registro eletr√īnico com o diferencial de ser utilizado programas ou plataformas (software) para o registro, al√©m de possibilitar ao gestor e colaborador fazer tudo de¬†forma mais¬†√°gil dependendo da funcionalidade do programa.

Além disso, é necessário obter a certificação do Instituto Nacional da Propriedade Industrial, como a easydots, para a comercialização e instalação desse sistema em empresas. Também precisa emitir o Arquivo de Fonte de Dados (AFD) e o comprovante de registro de ponto digitalmente (em PDF ou impresso).

Registrador Eletr√īnico de Ponto Alternativo (REP-A)

Parecido com o¬†REP-P se diferencia pelo fato de armazenar os dados de registro de ponto fielmente, ou seja, n√£o se pode realizar mudan√ßas ou solicita√ß√Ķes de ajuste.

Registrador Eletr√īnico de Ponto Convencional (REP-C)

√Č o registro de ponto que conhecemos como Rel√≥gio Ponto, o mais comum dentro das empresas.

Para implanta√ß√£o dos sistemas eletr√īnicos deve a empresa respons√°vel pela inclus√£o esteja alinhada com a Lei Geral de Prote√ß√£o de Dados (LGPD), assegurando as informa√ß√Ķes pessoais dos colaboradores.

Confira também e não seja pego desprevenido: O aumento dos processos trabalhistas e suas principais causas!

Reconhecimento Facial

Outro meio para o controle da jornada de trabalho do funcion√°rio √© o reconhecimento facial. No qual a empresa realiza o registro atrav√©s de um tablet ou dispositivo eletr√īnico, visando capturar o rosto do colaborador para a inclus√£o do hor√°rio no espelho ponto.

Atualmente a inserção desta forma de registro no mercado de trabalho vem crescendo muito, devido a sua automatização de processos manuais e a segurança dos dados.


Gest√£o em tempo real

Sendo possível integrar com um sistema de gestão de jornada de trabalho, agilizando todo o processo de fechamento do espelho ponto, com a capacidade de eliminar uma grande quantidade de papel usado dentro do departamento pessoal e recursos humanos.
Quando a gestão de jornada de trabalho é integrada com um sistema digital é possível se beneficiar das seguintes maneiras:

  • Autonomia e agilidade para os colaboradores e gestores;
  • Fechamento da folha de pagamento autom√°tico;
  • Reduz o risco de processos trabalhistas;
  • Automatiza√ß√£o dos processos internos.

√Č poss√≠vel burlar o sistema?

O sistema de registro ponto por reconhecimento facial desenvolvido pela easydots tem uma taxa de assertividade de 98%, não reconhecendo fontes de fraudes como fotos. Evitando assim um colaborador burlar a batida de ponto.
Somente com o rosto do colaborador pode ser feito o registro, então traz uma segurança maior para os gestores.
O √ļnico meio de haver um erro com o sistema √© atrav√©s do reconhecimento de g√™meos id√™nticos, devido √† apar√™ncia desses funcion√°rios serem muito parecidas.

Conclus√£o

Dessa forma podemos concluir que o reconhecimento facial virá a substituir em muitas empresas os processos manuais do RH e DP. Devido à regulamentação da norma 671, parametrizando e facilitando assim a instalação de diferentes formas de registro ponto. Trazendo a segurança para, e a agilidade pela automatização, para os gestores e os funcionários.

Quer saber mais sobre o easydots?