O uso de softwares de gest√£o de recursos humanos para automatizar processos

O uso de software de gest√£o de recursos humanos (RH) pode ajudar a automatizar v√°rios processos de RH, como contrata√ß√£o, gest√£o de benef√≠cios, gest√£o de pagamentos, estimativas de desempenho e gerenciamento de folhas de pagamento. Isso pode aumentar a efici√™ncia, a precis√£o e a velocidade dos processos, al√©m de fornecer uma centralizada e integrada das informa√ß√Ķes de RH da empresa. No entanto, √© importante escolher cuidadosamente o software certo e garantir a integridade dos dados para obter os maiores benef√≠cios.

Essas tarefas podem ser tediosas e demoradas, especialmente em grandes empresas. No entanto, com o avanço da tecnologia, a automação de processos de gestão de recursos humanos (RH) se tornou uma opção cada vez mais atraente.

Mas como um software de gest√£o de RH pode ajudar a automatizar processos de RH?

Existem quatro partes importantes e fundamentais dentro de uma gest√£o de RH, e por isso, separamos elas para que fique melhor a compreens√£o de todas.

CONTRATAÇÃO

O processo de contrata√ß√£o √© intensivo e envolve muitas etapas, como an√°lise de curr√≠culos, entrevistas, verifica√ß√£o de antecedentes e assinatura de contratos. Com um software de gest√£o de RH, √© poss√≠vel automatizar muitos desses processos, tornando-os mais eficientes e precisos. Al√©m disso, o software pode ajudar a acompanhar o progresso dos candidatos e manter as informa√ß√Ķes centralizadas em um √ļnico local.

O processo de treinamento come√ßa com a identifica√ß√£o das necessidades de recursos humanos da empresa e a defini√ß√£o dos requisitos para as cargas dispon√≠veis. Em seguida, a equipe de RH pode usar diversas t√©cnicas de recrutamento, como an√ļncios em sites de emprego, contatos com ag√™ncias de emprego ou universidades, ou indica√ß√Ķes de funcion√°rios atuais, para encontrar candidatos qualificados.

Na fase de seleção, os candidatos são avaliados com base em seus currículos, entrevistas e provas técnicas, entre outros fatores. O objetivo é identificar o candidato mais qualificado para a carga disponível.

Ap√≥s a sele√ß√£o, o processo de contrata√ß√£o inclui a negocia√ß√£o de sofrimentos e benef√≠cios, a elabora√ß√£o de contratos de trabalho e a integra√ß√£o do novo funcion√°rio na equipe e na cultura da empresa. √Č importante garantir que o novo funcion√°rio tenha todas as informa√ß√Ķes e recursos necess√°rios para realizar seu trabalho de forma eficaz.

A automa√ß√£o do processo de contrata√ß√£o com o uso de software de gest√£o de RH pode ser uma grande vantagem para as empresas. O software pode automatizar muitos aspectos do processo, incluindo a publica√ß√£o de vagas, a triagem de curr√≠culos, a programa√ß√£o de entrevistas e a gera√ß√£o de contratos de trabalho. Al√©m disso, o software de RH pode integrar informa√ß√Ķes sobre os novos funcion√°rios com outros processos de RH, como estimativas de desempenho e benef√≠cios, tornando o processo de contrata√ß√£o mais eficiente e preciso.

O processo de contrata√ß√£o √© uma etapa fundamental na gest√£o de RH e a automa√ß√£o desse processo com o uso de software de gest√£o de RH pode ser uma grande vantagem para as empresas. √Č importante garantir que o processo seja preciso, eficiente e justo para os candidatos e para a empresa.

GEST√ÉO DE BENEF√ćCIOS

A gest√£o de benef√≠cios √© uma parte importante da gest√£o de recursos humanos que envolve a administra√ß√£o de programas de benef√≠cios para funcion√°rios, incluindo seguros de sa√ļde, f√©rias pagas, licen√ßas m√©dicas e outros incentivos.

Ela tem como objetivo ajudar as empresas a atrair e reter talentos, motivar e recompensar os funcion√°rios e satisfazer a satisfa√ß√£o e o bem-estar dos funcion√°rios. Al√©m disso, os benef√≠cios podem ser usados ‚Äč‚Äčcomo uma forma de compensar os funcion√°rios por seu desempenho e dedica√ß√£o, al√©m de ajudar a aumentar a produtividade e o comprometimento dos funcion√°rios com a empresa.

A gest√£o de benef√≠cios envolve a identifica√ß√£o dos benef√≠cios que ser√£o oferecidos aos funcion√°rios, a elabora√ß√£o de pol√≠ticas e programas de benef√≠cios, a administra√ß√£o de quest√Ķes financeiras relacionadas aos benef√≠cios, como or√ßamento e pagamento de despesas, e a comunica√ß√£o clara dos benef√≠cios aos funcion√°rios.

A automa√ß√£o dela com o uso de software de gest√£o de RH pode ser uma grande vantagem para as empresas. O software pode ajudar a automatizar processos de inscri√ß√£o e administra√ß√£o de benef√≠cios, al√©m de fornecer informa√ß√Ķes precisas e atualizadas sobre os benef√≠cios para funcion√°rios e gerentes. Al√©m disso, o software de RH pode integrar informa√ß√Ķes sobre benef√≠cios com outros processos de RH, como estimativas de desempenho e sal√°rios, tornando a gest√£o de benef√≠cios mais eficiente e precisa.

Para resumir, ela é uma parte importante da gestão de RH que tem como objetivo motivar e recompensar os funcionários. A automação da gestão de benefícios com o uso de software de gestão de RH pode ser uma grande vantagem para as empresas, ajudando a tornar o processo mais eficiente e preciso.

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO

A avalia√ß√£o de desempenho √© um processo sistem√°tico e regular pelo qual uma empresa avalia e mede o desempenho de seus funcion√°rios. O principal objetivo da avalia√ß√£o de desempenho √© fornecer aos gerentes e funcion√°rios informa√ß√Ķes valiosas sobre o desempenho dos funcion√°rios e ajudar a identificar oportunidades de melhoria e desenvolvimento profissional.

Isso inclui a coleta de informa√ß√Ķes sobre o desempenho dos funcion√°rios, tanto quantitativas como qualitativas, e an√°lise dessas informa√ß√Ķes para avaliar o desempenho de cada funcion√°rio. Ela pode incluir estimativas formais realizadas pelos gerentes, bem como estimativas autoavaliadas e feitas por colegas.

A avaliação de desempenho é importante para as empresas por vários motivos. Ela ajuda a identificar pontos fortes e falhas dos funcionários, a fim de melhorar o desempenho da equipe e alcançar os objetivos empresariais. Além disso, pode ser usada como uma ferramenta de gerenciamento de talentos, ajudando a identificar funcionários com potencial para promoção e a desenvolver planos de carreira personalizados para cada funcionário.

A automa√ß√£o dela com o uso de software de gest√£o de RH pode ser uma grande vantagem para as empresas. O software pode ajudar a automatizar o processo, incluindo a coleta de informa√ß√Ķes, a an√°lise de dados e a produ√ß√£o de relat√≥rios. Al√©m disso, o software de RH pode integrar informa√ß√Ķes sobre desempenho com outros processos de RH, como a gest√£o de benef√≠cios e gerenciamento de sal√°rios, tornando ela mais eficiente e precisa.

Portanto, a avaliação de desempenho é um processo importante de gestão de RH que ajuda a identificar pontos fortes e falhas dos funcionários, a fim de melhorar o desempenho da equipe e alcançar os objetivos empresariais. A automação da avaliação de desempenho com o uso de software de gestão de RH pode ser uma grande vantagem para as empresas, ajudando a tornar o processo mais eficiente e preciso.

GERENCIAMENTO DA FOLHA DE PAGAMENTO

O gerenciamento da folha de pagamento √© o processo de administrar e processar os voos, as horas extras e outros benef√≠cios financeiros dos funcion√°rios de uma empresa. √Č uma tarefa cr√≠tica na gest√£o de recursos humanos, pois afeta diretamente a satisfa√ß√£o e o bem-estar dos funcion√°rios.

Isso inclui uma s√©rie de atividades, como a coleta de informa√ß√Ķes sobre horas trabalhadas, descontos para impostos e outros benef√≠cios, e produ√ß√£o de relat√≥rios financeiros precisos. O processo de gerenciamento dele tamb√©m inclui a verifica√ß√£o de c√°lculos, o cumprimento de regulamentos fiscais e de seguran√ßa social, e a garantia de que os pagamentos sejam feitos corretamente e dentro do prazo.

A automa√ß√£o dele com o uso de software de gest√£o de RH pode ser uma grande vantagem para as empresas. O software pode automatizar muitas das atividades manuais, tornando o processo mais eficiente e preciso. Al√©m disso, o software de RH pode integrar informa√ß√Ķes sobre horas trabalhadas e benef√≠cios financeiros com outros processos de RH, como a avalia√ß√£o de desempenho e gerenciamento de benef√≠cios, tornando o gerenciamento da folha de pagamento mais completo e integrado.

O gerenciamento da folha de pagamento √© importante porque afeta diretamente a classifica√ß√£o e o bem-estar dos funcion√°rios. Se os sal√°rios n√£o forem processados ‚Äč‚Äčcorretamente ou se houver atrasos nos pagamentos, isso pode prejudicar a moral e a produtividade da equipe. Al√©m disso, o gerenciamento ineficiente pode resultar em erros financeiros, multas fiscais e outros problemas legais e regulat√≥rios.

Em resumo, é uma tarefa crítica na gestão de recursos humanos que afeta diretamente a satisfação e o bem-estar dos funcionários. A automação do gerenciamento da folha de pagamento com o uso de software de gestão de RH pode ser uma grande vantagem para as empresas, tornando o processo mais eficiente e preciso.

CONCLUSÃO

A gestão de recursos humanos é uma área crucial em qualquer empresa, pois envolve o gerenciamento de todos os aspectos relacionados aos funcionários, incluindo o processo de contratação, a avaliação de desempenho, a gestão de benefícios e o gerenciamento da folha de pagamento. O uso de softwares de gestão de RH pode ser uma grande vantagem neste processo, automatizando tarefas repetitivas e tornando o gerenciamento mais eficiente e preciso.

A gestão de benefícios é importante para manter os funcionários motivados e satisfeitos, enquanto a avaliação de desempenho ajuda a identificar pontos fortes e pontos fracos dos funcionários, permitindo que a empresa invista em seu desenvolvimento e crescimento. O processo de contratação é crucial para garantir que a empresa contrate as pessoas certas para os papéis certos, enquanto o gerenciamento da folha de pagamento é fundamental para garantir que os salários e outros benefícios sejam pagos corretamente e dentro do prazo.

No geral, é um aspecto fundamental para o sucesso de qualquer empresa e é importante investir em boas práticas e tecnologias para tornar este processo o mais eficiente e efetivo possível.

Para saber mais sobre o Easydots, clique no bot√£o abaixo e converse com um de nossos consultores!

Voc√™ sabe as diferen√ßas e como funcionam “Banco de Horas” e “Horas Extras”?

Você sabe a diferença entre banco de horas e horas extras? Entende quais são os direitos dos colaboradores perante essas duas maneiras de contabilizar as horas trabalhadas? Vem com a gente que vamos te mostrar tudo o que precisa saber!

Apesar de serem dois termos muito comuns para os trabalhadores, esses temas ainda geram d√ļvidas tanto para os colaboradores quanto para os gestores.

O mais comum para o funcionário que fica além da jornada de trabalho é realizar o que chamamos de horas extras, que precisam ser recompensadas pelo empregador. Além de ser recompensado em dinheiro por esse período a mais trabalhado, é possível fazer um banco de horas, onde o colaborador pode trocar por folgas ou redução de jornada.

Nos dois modelos h√° vantagens e desvantagens, mas vem com a gente que vamos te mostrar.

Para ficar mais fácil a leitura, confira os tópicos que vamos explorar:

  • O que √© hora extra e banco de horas?
  • Como funciona o pagamento de hora extra?
  • O que a lei diz sobre horas extras e banco de horas?
  • Qual dos dois √© mais vantajoso?
  • Como controlar as horas excedentes dos colaboradores?
  • Conclus√£o

HORA EXTRA

Como foi abordado no início do texto, toda hora excedente trabalhada além da jornada de trabalho habitual e descrita por meio de contrato de trabalho é uma hora extra.

Segundo a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), é previsto que a jornada de trabalho não pode ultrapassar 8 horas por dia ou 44 horas semanais. Qualquer minuto ou horas que ultrapassem esse limite é considerada hora extra.

De acordo com o Art. 59 da CLT43, a jornada excedente pode ser de até no máximo 2 horas por dia, mediante acordo coletivo de trabalho ou contrato.

BANCO DE HORAS

O banco de horas funciona atrav√©s do ac√ļmulo e compensa√ß√£o das horas extras dos colaboradores, ou seja, ele funciona de forma semelhante a uma conta banc√°ria, s√≥ que ao inv√©s de dinheiro, acumulam-se horas de trabalho.

Na medida em que os funcion√°rios fazem horas extras, elas v√£o acumulando no banco, e sempre que essas horas forem compensadas, s√£o descontadas do saldo do colaborador.

Só que também acontece ao contrário, por exemplo, caso o colaborador não possua um saldo de horas e sai antes do término do expediente, essas horas acumulam negativamente, e o funcionário deve trabalhar a mais para conseguir compensá-las.

O banco de horas parece ser muito simples, mas é necessário ficar atento e observar algumas regras exigidas pelas leis trabalhistas para que sua empresa possa adotá-lo de forma correta.

COMO FUNCIONA O PAGAMENTO DE HORA EXTRA?

A obrigatoriedade da remuneração do serviço extraordinário é superior ao valor normal trabalhada, de acordo com a CLT. A Constituição Federal determina o mínimo do pagamento em 50%.

O Art. 7 da CF, inciso XVI, obriga o pagamento de no mínimo 50% superior à hora normal, ou seja, o pagamento da hora extra será o valor da hora normal + 50% desse valor.

No entanto, a hora extra do feriado e do final de semana, s√°bado e domingo, vale o dobro, ou seja, 100% da hora normal de trabalho.

O QUE A LEI DIZ SOBRE HORAS EXTRAS E BANCO DE HORAS?

Tanto o pagamento de horas extras quanto a criação de banco de horas são práticas permitidas pela legislação trabalhista. Mas as empresas e os colaboradores precisam seguir algumas regras previstas na CLT para que não tenha exageros ou prejuízos para os dois lados.

Qualquer período excedente ao anterior, será calculado como hora extra, como determina o artigo abaixo:

Art. 59 – ‚ÄúA dura√ß√£o di√°ria do trabalho poder√° ser acrescida de horas extras, em n√ļmero n√£o excedente de duas, por acordo individual, conven√ß√£o coletiva ou acordo coletivo de trabalho.‚ÄĚ

‚Äú¬ß 2o Poder√° ser dispensado o acr√©scimo de sal√°rio se, por for√ßa de acordo ou conven√ß√£o coletiva de trabalho, o excesso de horas em um dia for compensado pela correspondente diminui√ß√£o em outro dia, de maneira que n√£o exceda, no per√≠odo m√°ximo de um ano, √† soma das jornadas semanais de trabalho previstas, nem seja ultrapassado o limite m√°ximo de dez horas di√°rias.‚ÄĚ

J√° para o banco de horas h√° algumas determina√ß√Ķes para que fique tudo de acordo com a lei. S√£o elas:

  1. Compensação do banco de horas em até um ano, no caso de acordos de convenção coletiva;
  2. Compensação em até seis meses nos acordos individuais;
  3. Possibilidade de validade de um mês em acordos específicos entre trabalhador e empresa.

Outro ponto importante sobre o banco de horas é, se o contrato de trabalho se encerrar antes da compensação completa do banco, a empresa deve pagar as horas adicionais e o cálculo da hora extra deve seguir o valor da remuneração no momento da rescisão.

VANTAGENS E DESVANTAGENS

Vantagens Hora Extra

Se for utilizada de maneira correta e sem excesso, a hora extra pode ser benéfica para a empresa e para o colaborador.

Sem d√ļvidas o principal benef√≠cio para o trabalhador √© o acr√©scimo de valores no sal√°rio. Respeitando as duas horas di√°rias para n√£o prejudicar a sa√ļde f√≠sica e mental do colaborador.

Já a principal vantagem para o empregador é a motivação dos colaboradores. Mas como assim? Profissionais melhores remunerados tendem a se dedicar mais à rotina de trabalho e, consequentemente, apresentar melhores resultados.

A hora extra também permite que a empresa conte com o colaborador em horários excedentes, sem precisar dispensá-lo em outro dia.

Desvantagens Hora Extra

Se não for utilizada de maneira correta, e não tiver a forma adequada para a gestão do controle de ponto, a hora extra pode prejudicar o negócio.

O excesso de horas extras podem aumentar expressivamente os custos para a empresa. Pois os colaboradores ter√£o um sal√°rio maior do que foi proposto para eles.

Vantagens Banco de Horas

Se a empresa escolher o banco de horas, as vantagens estão relacionada ao custo e à flexibilização da jornada de trabalho.

Mas o principal benefício do banco de horas é que a empresa não terá custos extras para remunerar o quadro de funcionários. Ficando mais fácil organizar as finanças da empresa, sem correr o risco de prejudicar o fluxo do caixa do negócio.

Já as vantagens para os colaboradores são as possibilidades de tirar folgas quando precisarem. Não sobrecarregando o físico e os mental dos trabalhadores, dando tempo para descansar.

Desvantagens Banco de Horas

A falta de controle do banco de horas pode trazer problemas para a empresa e os colaboradores.

Caso o colaborador faça muitas horas extras, gerará um excesso de folgas, fazendo com que a empresa fique desfalcada por mais tempo.

J√° para os trabalhadores, as horas negativas far√£o com que ele tenha que ficar mais na empresa para conseguir pagar essas horas. N√£o conseguindo folgar ou sair mais cedo quando realmente precisar.

COMO CONTROLAR AS HORAS EXCEDENTES DOS COLABORADORES?

Para evitar os problemas de controle de horas excedentes, é necessário fazer um controle rigoroso das horas extras na jornada de trabalho.

Seja por planilha de Excel, onde tudo ser√° registrado de maneira manual. Neste m√©todo, o profissional de RH fica respons√°vel por preencher as informa√ß√Ķes de todos os colaboradores que tem dentro da empresa, coletando todos os dados do controle de ponto.

Mas j√° existe uma forma mais moderna de controlar o banco de horas, o sistema digitais de ponto e banco de horas, onde todas as informa√ß√Ķes s√£o coletadas e ficam salvas no sistema, economizando o tempo do profissional de RH.

CONCLUSÃO

A hora extra e o banco de horas estão dentro da lei e estão previstos na legislação trabalhistas, para empresas e trabalhadores brasileiros. Os funcionários que fizerem horas a mais do que está previsto dentro da jornada de trabalho terá o direito das horas extras ou banco de horas, claro que isso já deve ser combinado no momento em que é contratado, para que não tenha problemas futuros.

A maneira mais fácil para controlar a carga horária dos funcionários é o sistema de ponto digital do Easydots, onde você terá o controle de todas as horas, tanto as que estão sobrando quanto as que estão faltando para o colaborador. Dessa maneira fica muito mais fácil e prático contabilizar tudo isso, sem se preocupar.

Quer saber sobre o Easydots? Clique no bot√£o abaixo:

Feriados em 2023: quais os direitos dos colaboradores em feriados?

Você sabe o que é um ponto facultativo? Sabe também quais são os direitos que os colaboradores têm nos feriados? Todo final de ano as pessoas já querem saber as datas dos feriados no ano seguinte para ter aquela folga no trabalho e começar o planejamento das viagens.

O ano de 2023 ter√° 12 feriados, sendo que 9 deles ser√£o prolongados!

Para saber mais sobre como serão os feriados de 2023, continue acompanhando esse artigo que vamos explicar tudo para vocês.

Para ajudar a leitura, confira os tópicos que vamos explicar:

  • O que √© feriado?
  • Quais as datas e que dia da semana caem os feriados em 2023?
  • O que √© feriado prolongado?
  • O que √© ponto facultativo?
  • Quais detalhes a empresa deve se atentar quanto aos feriados?

O QUE √Č FERIADO?

Feriado √© uma data comemorativa, seja por uma na√ß√£o, comunidade, religi√£o, grupo √©tnico ou classe trabalhista. Os governos podem instituir feriados em n√≠vel federal, estadual, distrital ou municipal, dependendo da extens√£o ou import√Ęncia comemorada.

Os feriados são inseridos oficialmente no calendário nacional, estadual ou municipal, por esse motivo, as empresas e os comércios não devem funcionar, mas vale lembrar que tudo tem exceção.

Existem datas móveis, como o Carnaval, que não tem data fixa, e também existem as datas fixas, como o Dia da Independência do Brasil, que se repetem todo ano e sempre são comemoradas em datas exatas.

A legisla√ß√£o pro√≠be que os colaboradores exer√ßam as fun√ß√Ķes em dias de feriado, mas existem algumas exce√ß√Ķes, como √°reas de seguran√ßa e sa√ļde.

De acordo com a Legislação Trabalhista, as regras para o trabalho no feriado continuam as mesmas previstas em lei. Ou seja, para quem está trabalhando em home office, a regra é a mesma, caso o trabalho seja mantido o empregador deve fazer a compensação por meio de folga posterior ou pagar a remuneração por aquele dia em dobro.

Existem três tipos de feriados, os nacionais, os estaduais e os municipais. Os nacionais são regulamentados e decretados pelo governo federal. Os estaduais podem ter caráter religioso ou social, com valor em todo território estadual. Os municipais, também podem ter caráter religioso ou social, e são válidos no território municipal.

QUAIS AS DATAS E QUE DIA DA SEMANA CAEM OS FERIADOS DE 2023?

O ano de 2022 teve poucos feriados prolongados. Muitas datas comemorativas caíram nos finais de semana ou no meio da semana. Mas não desanimem, 2023 será diferente, o ano terá 12 feriados, sendo que 9 deles serão prolongados.

O QUE √Č FERIADO PROLONGADO?

Os feriados que ir√£o cair na quinta-feira ou ter√ßa-feira podem ser prolongados se houver dispensa do dia seguinte ou dia anterior por parte do empres√°rio ou √≥rg√£o p√ļblico. Como j√° acontece, os √≥rg√£os p√ļblicos e escolas costumam emendar o dia seguinte.

Para isso, √© necess√°rio que o empregador d√™ folga aos trabalhadores na sexta-feira ou na segunda-feira, caso o feriado caia na ter√ßa ou na quinta-feira, possibilitando uma ‚Äúemenda‚ÄĚ do feriado.

Algumas empresas flexibilizam o trabalho quando o feriado cai nesses dias da semana, para que o colaborador tire um folga e descanse, utilizando o seu banco de horas ou compensando posteriormente a sexta e segunda-feira.

O QUE √Č PONTO FACULTATIVO?

O ponto facultativo é o decreto realizado pelos governos, que consiste em dispensar a obrigatoriedade do funcionamento de seus órgãos em dias de determinadas datas comemorativas.

Normalmente o decreto √© v√°lido para os servidores p√ļblicos, sejam eles municipais, estaduais e federais. Por√©m, as empresas privadas podem adotar essa medida.

Não há impedimentos para o trabalho em dias em que o ponto facultativo é decretado pelo governo, ou seja, o empregador não tem obrigação de liberar os funcionários da prestação de serviços e cabe a ele decidir se acata o ponto facultativo ou não.

O empregador e o colaborador também podem entrar em um comum acordo, podendo, por exemplo, ter apenas meio expediente nesse dia de trabalho.

QUAIS DETALHES A EMPRESA DEVE SE ATENTAR QUANTO AOS FERIADOS?

A empresa pode optar por pagar em dobro a remuneração do feriado trabalhado ou determinar outro dia de descanso para o trabalhador.

Caso a escolha seja realizar o pagamento em dobro, preste muita atenção quanto ao cálculo desse dia trabalhado. A hora extra em um dia comum, dá o direito de um acréscimo de 50% do valor da hora para o colaborador. Já nos feriados, os trabalhadores têm direito ao acréscimo de 100% do valor da hora. Também é possível somar essas horas extras no banco de horas.

 

Quer saber mais sobre a Easydots?

Como tornar-se um CEO de uma empresa?

Você já pensou em estar no topo da carreira corporativa? Ser o CEO (Chief Executive Officer) ou Diretor-Geral de uma empresa é o sonho de muitas pessoas que buscam uma vida profissional de sucesso. Mas o caminho para chegar ao objetivo de muitos não é tão fácil assim. As vezes ser ambicioso e focado nem sempre é o suficiente, mas também são coisas muito importantes para a receita do sucesso dar certo.

Tornar-se o CEO exige liderança, confiança e uma grande habilidade em comunicação, e ao mesmo tempo tem que inspirar e motivar os colaboradores. Essa posição dentro da empresa também necessita de disposição para adotar novas ideias, novas tecnologias e explorar com responsabilidade as oportunidades para alcançar o crescimento sustentável da empresa.

Confira o passo a passo para tornar-se um CEO:

  • Elaborar um plano de carreira;
  • Procure oportunidades de desenvolvimento de habilidades;
  • Obtenha um bom diploma;
  • Ter cuidado com a marca pessoal;
  • Comece a ganhar experi√™ncia e expanda seus conhecimentos;
  • Cultive conex√Ķes;
  • Seja ousado e n√£o tenha medo de falhar;

 

ELABORAR UM PLANO DE CARREIRA

Ter um bom plano de carreira é a base para o desenvolvimento de qualquer profissional, independente da posição dele dentro da empresa. Isso é fundamental para conseguir alcançar os objetivos que tanto busca. Um bom plano de carreira pode orientar você por toda caminhada, garantindo sempre que mantenha o foco e faça as escolhas certas.

O planejamento da carreira é a melhor forma para definir os planos de curto, médio e longo prazo. Por isso, o plano de carreira deve ser feito no começo da carreira profissional, logo quando se tem as primeiras experiências profissionais, mas lembrando sempre de atualizá-lo quando necessário.

PROCURE OPORTUNIDADES DE DESENVOLVIMENTO DE HABILIDADES

Se você realmente tem certeza de que quer ser o líder de uma empresa no futuro, comece a ganhar habilidades desde o principio de tudo, nem precisa ter começado uma carreira profissional, pode estar no colégio ainda. Quanto mais rápido começar a ganhar essas habilidades, mais rápido vai conseguir aprimorá-las.

No Ensino Médio existem algumas atividades que podem ser feitas para conseguir ganhar as habilidades necessárias para tornar-se um CEO no futuro, como por exemplo, envolver-se em um grêmio estudantil; juntar-se a uma equipe de debate; fazer parte de um clube de jovens empreendedores; liderar uma equipe esportiva e voluntariar-se para uma instituição de caridade ou sem fins lucrativos.

Tente sempre buscar alguma atividade que exponha você a realidade de administrar um negócio, que tenha que organizar algo ou que precise gerenciar pessoas.

OBTENHA UM BOM DIPLOMA

Ter um bom diploma √© essencial para que voc√™ seja considerado para um cargo de CEO, uma das √ļnicas exce√ß√Ķes √© se voc√™ for o fundador da empresa. Ent√£o a menos que voc√™ esteja fundando a pr√≥pria empresa, TENHA um bom diploma. Alguns grandes executivos-chefes renomados chegaram onde est√£o abandonando a educa√ß√£o formal, entrando na empresa e subindo de posi√ß√Ķes at√© chegarem onde est√£o, mas eles s√£o exce√ß√Ķes, esses casos s√£o raros.

Existem muitos estudos de pós-graduação que podem te ajudar. Muitos diretores executivos têm MBA (Master of Business Administration) ou graus avançados em economia e direito. Os estudos de nível superior podem ajudá-los com o desenvolvimento de habilidades mais aprofundadas e até mesmo ajudar a expandir sua rede de contatos nessas áreas.

TER CUIDADO COM A MARCA PESSOAL

O cuidado com a marca pessoal √© de extrema import√Ęncia quando voc√™ quer se tornar um CEO, ou seja, isso se embasa na imagem que as pessoas t√™m de voc√™. Mas cuidado, pois isso n√£o significa se tornar aquilo que voc√™ n√£o √©. Tem que manter a pr√≥pria ess√™ncia para conseguir alcan√ßar os objetivos tra√ßados. O profissional precisa adotar uma forma de vestimenta, comportamentos e de comunica√ß√£o que esteja associada a grandes executivos.

Esse cuidado com a marca pessoal √© essencial para que as pessoas vejam voc√™ como uma autoridade e algu√©m que esteja apto para o cargo mais alto da empresa. Ter uma estrat√©gia de branding pessoal √© essencial para isso, pois te ajuda a se comportar como CEO em diferentes situa√ß√Ķes.

COMECE A GANHAR EXPERIÊNCIA E EXPANDA SEUS CONHECIMENTOS

Voc√™ precisar√° come√ßar em um n√≠vel mais baixo dentro da empresa, pois a posi√ß√£o de CEO n√£o √©, obviamente, um trabalho de n√≠vel de entrada. Voc√™ nem sempre ter√° que passar por todas as posi√ß√Ķes da empresa para conseguir se tornar o Diretor-Geral, mas precisa sim entender todas as √°reas da empresa e ter o m√≠nimo de no√ß√£o de como todas funcionam para conseguir se tornar um CEO de sucesso, ou seja, nunca fique preso em uma fun√ß√£o, n√£o seja alienado dentro da empresa em que est√°.

Então é sempre importante desenvolver uma ampla gama de habilidades e conhecimentos. Um estudo de consultores administrativos constatou que toda função adicional de negócios aprendida equivalia a aproximadamente três anos a mais de experiência de trabalho.

Uma das coisas que ajudam, é pedir conselhos para os profissionais mais experientes, o que também pode demonstrar para as pessoas que você tem humildade e que sempre está preparado para aprender cada vez mais. Tudo o que você fizer, dê o seu melhor e faça para ser o melhor, pois isso aumenta as chances de promoção.

Entender como as diferen√ßas culturais afetam as fun√ß√Ķes dos neg√≥cios √© fundamental para quem quer liderar uma grande empresa. Entenda tamb√©m que ficar na mesma fun√ß√£o por mais de dois ou tr√™s anos n√£o √© a melhor maneira para se preparar para o cargo de CEO.

CULTIVE CONEX√ēES

Construir uma rede de contatos dentro e fora da empresa √© essencial para o sucesso. √Č raro as pessoas que “concorrem” ao cargo de CEO sem ser conhecido pelas pessoas de dentro da empresa ou sem ser conhecido pelas pessoas externas. Algumas organiza√ß√Ķes ainda procuram candidatos a CEOs de outras empresas ou ind√ļstrias para trazer novas perspectivas para a empresa em quest√£o, outras tendem a promover as pessoas de dentro, pois j√° conhecem como que funciona a empresa.

Por isso, se preocupe e concentre-se sempre no desenvolvimento no relacionamento com os clientes, fornecedores, influenciadores do setor, reguladores, outros CEOs e membros do conselho. Participe de tudo que a empresa lhe proporcionar, como conferências do setor. Se conecte com as pessoas e não seja superficial.

SEJA OUSADO E NÃO TENHA MEDO DE FALHAR

Sempre que enfrentar algum desafio que não tem solução prescrita, encare-o de frente e não tenha medo da falha. Demonstrar que você pode passar por cima das dificuldades e que consegue resolver os problemas, demonstra que você terá capacidade para conseguir comandar uma empresa. Mas claro, sempre seja cuidadoso, faça aquilo que está no seu alcance e que tenha convicção de que aquilo possa ser uma solução plausível, para não atrapalhar o progresso da organização.

Ao contrário do que você imagina, nem todos chegam ao topo sem tropeçar as vezes. Mas os líderes de sucesso conseguem passar por cima das dificuldades e divergências para conseguir êxito nos objetivos. As maneiras como você vai lidar com os fracassos, distinguem que tipo de líder você será. Se tratar os contratempos como oportunidades para se adaptar e crescer, poderá mostrar seu potencial executivo.

CONCLUSÃO

Para conseguir se tornar um CEO de uma empresa e ter sucesso, você precisará então elaborar um plano de carreira e seguir ele a risca, mas sempre se adaptando as adversidades. Sempre procurar as oportunidades para desenvolver as habilidades necessárias também é um fator muito importante, mesmo que você ainda esteja no ensino médio, pois o quanto antes você aprender, mais irá se aprimorar.

Um bom diploma também é importantíssimo para se tornar um CEO, ter um MBA ou graus avançados de conhecimento em economia e direito vão te ajudar a se tornar um grande líder. Ter cuidado com a marca pessoal também é fundamental para o desenvolvimento profissional, o profissional precisa adotar uma forma de vestimenta, comportamentos e de comunicação que esteja associada a grandes executivos.

Tudo o que você fizer, dê o seu melhor e faça para ser o melhor, pois isso aumenta as chances de promoção. Participe de tudo que a empresa lhe proporcionar. Se conecte com as pessoas e não seja superficial.

Quer saber mais sobre o Easydots?

Falsificação de atestado médico: o que fazer, como identificar, e como a empresa deve lidar com essa situação!

A situa√ß√£o em que o colaborador entrega um atestado m√©dico falso √© bastante constrangedora. √Č um acontecimento que nenhuma empresa espera passar, mas √© importante saber como agir nesses momentos. Por isso viemos atrav√©s desse texto te explicar como identificar e proceder com o colaborador caso aconte√ßa na sua empresa.

A empresa precisa compreender que √© de extrema import√Ęncia, entender o que as leis trabalhistas dizem sobre essa falsifica√ß√£o. Aprender a identificar se o atestado realmente √© falso √© necess√°rio, afinal, estamos falando de uma tentativa de enganar o empres√°rio e isso pode ser considerado crime.

Confira os tópicos que veremos ao longo do texto:

  • O que √© atestado m√©dico?
  • Falsificar atestado √© crime?
  • Como identificar essa situa√ß√£o?
  • O que as leis trabalhistas dizem sobre a falsifica√ß√£o de atestado?
  • Como a empresa deve agir em caso de falsifica√ß√£o de atestado?

Veja a seguir:

O que é atestado médico?

O atestado m√©dico pode ser definido como um documento em que algum profissional da sa√ļde faz, para explicar que o profissional n√£o est√° apto para realizar as atividades do trabalho por um tempo determinado. √Č um documento muito importante, pois qualquer profissional pode ter alguma doen√ßa, que o impe√ßa de fazer suas atividades rotineiras.

O atestado m√©dico serve para que o colaborador n√£o saia prejudicado, caso necessite se afastar por algum tempo. Com esse documento, a empresa n√£o pode descontar do sal√°rio no fim do m√™s. Faltar no trabalho por quest√Ķes m√©dicas √© um direito do trabalhador, e est√° previsto na legisla√ß√£o trabalhista.

A falsificação de atestado pode ser considerado crime?

A resposta para essa pergunta é sim, a falsificação de atestado é um crime, além de causar a demissão por justa causa. A demissão por justa causa é uma dispensa em que o trabalhador não recebe aviso prévio, férias proporcionais, décimo terceiro, FGTS, seguro-desemprego etc.

De acordo com o Art.304 do Código Penal, quem se utiliza de atestado médico falso ou alterado está cometendo um delito de uso de documento falso, tendo uma pena de detenção de 1 mês a um ano. Se esse atestado for vinculado ao SUS, a pena é de reclusão, de dois a seis anos.

O m√©dico que realiza uma falsifica√ß√£o de atestado, al√©m de estar cometendo um crime, est√° cometendo uma infra√ß√£o ao C√≥digo de √Čtica (art.80), inclusive, ele pode

Como aprender a identificar esse tipo de situação?

O momento de identificar a veracidade do documento deve possuir um cuidado extremo, pois imagina a confusão que a empresa terá ao indicar que um colaborador falsificou atestado caso isso não tenha acontecido. A partir do momento que existe a suspeita, é possível seguir algumas dicas:

  • Fa√ßa uma an√°lise de todo o documento, como carimbo, informa√ß√Ķes do paciente, QR Code, local de atendimento etc.;
  • Caso encontre alguma diverg√™ncia, entre em contato com o hospital para verificar se h√° registros do paciente em quest√£o;
  • Solicite o esclarecimento do hospital;
  • Por √ļltimo, converse com o colaborador e explique as falhas encontradas no atestado;

Caso seja comprovado, ou esse colaborador confesse o ato, a empresa tem o direito de realizar uma demissão por justa causa sem qualquer prejuízo.

O que a empresa pode fazer, além da demissão?

Nesses casos o mais recomendado é demitir o colaborador e não expor a situação a outros colegas. Mas cabe à empresa decidir, caso não enxergue a necessidade da quebra de contrato pode realizar apenas uma advertência ou uma punição mais severa.

Caso o colaborador realize a adulteração ou falsificação de atestado médico, além de ter a demissão por justa causa, ele pode responder criminalmente. Esse ato pode configurar crime de falsidade ideológica, de acordo com o Art. 299 da CP e pelo crime de falsificação de documento, Arts. 297 e 298, com pena de até seis anos de reclusão.

Tem como reverter justa causa por atestado falso?

O colaborador pode sim reverter a justa causa por atestado médico falso, caso a empresa não consiga comprovar a acusação de falsidade.

Se a empresa demorar muito para aplicar a demissão por justa causa, o colaborador terá o perdão tácito, que é como se a empresa tivesse aceitado a falta cometida como algo não passível de punição.

O que pode acontecer com o médico que dá atestado falso?

O profissional da sa√ļde que dar um atestado m√©dico falso para o paciente pode sofrer diversas puni√ß√Ķes previstas pela lei, s√£o elas, demiss√£o por justa causa, pagamento de multas e pode at√© ser condenado a pris√£o.

De acordo com a Federação do Comércio do Estado de Goiás (Fecomércio GO), aproximadamente 30% dos atestados médicos emitidos no Brasil são falsificados.

  • 298: Falsifica√ß√£o ou adultera√ß√£o de documento particular;¬†
    • Pena: reclus√£o, de 1 a 5 anos, e multa.
  • 299:Omitir ou alterar a verdade do documento p√ļblico ou privado;
    • Pena (documento p√ļblico): reclus√£o de 1 a 5 anos, e multa.
    • Pena (documento particular): reclus√£o de 1 a 3 anos, e multa.
  • 302:Falsidade de atestado m√©dico;
    • Pena: deten√ß√£o, de 1 m√™s a 1 ano.
  • 304:Fazer uso de qualquer dos pap√©is falsificados ou alterados.
    • Pena: Pode chegar at√© 2 anos de pris√£o.

Conclus√£o

Não podíamos deixar de evidenciar que sistemas como o Easydots também ajuda no processo de identificação do atestado falso. Quando o colaborador anexa o atestado pelo aplicativo, o documento fica armazenado no sistema para quando a empresa precisar usar. Nesses casos, é possível comparar atestados, ver anexos antigos e muito mais!

Quando os atestados s√£o armazenados de forma manual, a empresa corre o risco de perder o documento, tirando assim qualquer suspeita do colaborador em quest√£o.

A empresa não tem outra opção que não seja a demissão por justa causa quando o colaborador apresenta um atestado médico falso, o maior motivo é de que não vai haver mais confiança entre empregado e empregador.

Com a análise de todos os tópicos demonstrados sobre a falsificação de atestado médico, podemos concluir que esse é um ato de má fé, tanto da parte do colaborador quanto do médico, sendo que ambos são prejudicados tanto de forma profissional quanto judicial.

Quer saber mais sobre o Easydots?

Reconhecimento Facial: Um novo meio de controle de ponto!

Qual a import√Ęncia de fazer a gest√£o da jornada de trabalho?

A gestão de jornada de trabalho é uma atividade feita em conjunto por dois setores: recursos Humanos (RH) e Departamento Pessoal (DP). Consistindo na utilização de um meio para marcação dos horários de início e final de turnos de seus funcionários.

A Consolida√ß√£o das Leis do Trabalho (CLT) restringe uma jornada de no m√°ximo 44 horas semanais e de no m√°ximo 220 horas mensais, para os colaboradores de uma empresa. O registro eletr√īnico e o manual s√£o um dos meios mais conhecidos de registro¬†ponto. Dessa forma √© poss√≠vel medir quais colaboradores est√£o cumprindo com o per√≠odo mensal de trabalho combinado.

Portanto, a gestão envolve controlar os seguintes aspectos:

  • Cumprimento de intervalo;
  • Per√≠odo de Descanso;
  • Horas geradas;
  • Atrasos.

Legislação

Este m√©todo entrou em uso ap√≥s a aprova√ß√£o da Portaria 373, que no artigo 2¬į¬†aprova a utiliza√ß√£o de meios alternativos para o registro de ponto dentro.

A Portaria 671 veio para regulamentar a utilização das diferentes formas de como devem ser utilizados os meios alternativos, tanto para os colaboradores quanto para gestores. Trazendo todas as normas que a empresa deve seguir ao adotar.

São divididos em 3, os meios de fazer esse registro, que são:

Registrador Eletr√īnico de Ponto por Programa (REP-P)

Encontra-se no grupo de registro eletr√īnico com o diferencial de ser utilizado programas ou plataformas (software) para o registro, al√©m de possibilitar ao gestor e colaborador fazer tudo de¬†forma mais¬†√°gil dependendo da funcionalidade do programa.

Além disso, é necessário obter a certificação do Instituto Nacional da Propriedade Industrial, como a easydots, para a comercialização e instalação desse sistema em empresas. Também precisa emitir o Arquivo de Fonte de Dados (AFD) e o comprovante de registro de ponto digitalmente (em PDF ou impresso).

Registrador Eletr√īnico de Ponto Alternativo (REP-A)

Parecido com o¬†REP-P se diferencia pelo fato de armazenar os dados de registro de ponto fielmente, ou seja, n√£o se pode realizar mudan√ßas ou solicita√ß√Ķes de ajuste.

Registrador Eletr√īnico de Ponto Convencional (REP-C)

√Č o registro de ponto que conhecemos como Rel√≥gio Ponto, o mais comum dentro das empresas.

Para implanta√ß√£o dos sistemas eletr√īnicos deve a empresa respons√°vel pela inclus√£o esteja alinhada com a Lei Geral de Prote√ß√£o de Dados (LGPD), assegurando as informa√ß√Ķes pessoais dos colaboradores.

Confira também e não seja pego desprevenido: O aumento dos processos trabalhistas e suas principais causas!

Reconhecimento Facial

Outro meio para o controle da jornada de trabalho do funcion√°rio √© o reconhecimento facial. No qual a empresa realiza o registro atrav√©s de um tablet ou dispositivo eletr√īnico, visando capturar o rosto do colaborador para a inclus√£o do hor√°rio no espelho ponto.

Atualmente a inserção desta forma de registro no mercado de trabalho vem crescendo muito, devido a sua automatização de processos manuais e a segurança dos dados.


Gest√£o em tempo real

Sendo possível integrar com um sistema de gestão de jornada de trabalho, agilizando todo o processo de fechamento do espelho ponto, com a capacidade de eliminar uma grande quantidade de papel usado dentro do departamento pessoal e recursos humanos.
Quando a gestão de jornada de trabalho é integrada com um sistema digital é possível se beneficiar das seguintes maneiras:

  • Autonomia e agilidade para os colaboradores e gestores;
  • Fechamento da folha de pagamento autom√°tico;
  • Reduz o risco de processos trabalhistas;
  • Automatiza√ß√£o dos processos internos.

√Č poss√≠vel burlar o sistema?

O sistema de registro ponto por reconhecimento facial desenvolvido pela easydots tem uma taxa de assertividade de 98%, não reconhecendo fontes de fraudes como fotos. Evitando assim um colaborador burlar a batida de ponto.
Somente com o rosto do colaborador pode ser feito o registro, então traz uma segurança maior para os gestores.
O √ļnico meio de haver um erro com o sistema √© atrav√©s do reconhecimento de g√™meos id√™nticos, devido √† apar√™ncia desses funcion√°rios serem muito parecidas.

Conclus√£o

Dessa forma podemos concluir que o reconhecimento facial virá a substituir em muitas empresas os processos manuais do RH e DP. Devido à regulamentação da norma 671, parametrizando e facilitando assim a instalação de diferentes formas de registro ponto. Trazendo a segurança para, e a agilidade pela automatização, para os gestores e os funcionários.

Quer saber mais sobre o easydots?

Representação da entrega de um documento

Aviso prévio: o que é, quando fazer e as principais regras!

O aviso prévio é utilizado quando um contrato de trabalho está sendo encerrado, tanto por parte da empresa quanto do colaborador. Ele é um comunicado, onde contém os dias que esse colaborador ainda ficará na empresa. O principal objetivo, é que a empresa possa se preparar para a saída daquele colaborador.

Esse processo deve ter muita atenção, ele é uma determinação legal, e possui diversas regras na CLT que podem variar de acordo com a situação em que a empresa se encontra. Nesse texto, viemos te explicar melhor como funciona esse processo e quais os cuidados que a sua empresa deve tomar:

Aqui você verá:

  • Como funciona o aviso pr√©vio?
  • Quais as regras?
  • Quando n√£o deve ser aplicado;
  • O que a lei diz?
  • Tipos de aviso pr√©vio;

Como funciona o aviso prévio?

Quando o colaborador pede demissão, a empresa decide se ele vai ou não cumprir o aviso prévio. Se a empresa desliga o colaborador, ela deve decidir se o colaborador cumpre o aviso ou terá que pagar com uma multa prevista na legislação.

Existem v√°rios tipos de demiss√Ķes: com justa causa, sem, ou por comum acordo. O aviso pr√©vio vai variar de acordo com a demiss√£o realizada, por isso √© muito importante entender como ele funciona em cada uma delas.

Quais as regras?

A principal regra é que o pagamento do aviso prévio deve ser realizado no dia da rescisão do contrato. Nesse momento, é válido lembrar que a empresa deve pagar todas as verbas rescisórias ao colaborador, como décimo terceiro e férias.

Quando o aviso pr√©vio √© de forma proporcional, a empresa tem at√© 10 dias ap√≥s a rescis√£o para realizar o pagamento. √Č importante que a organiza√ß√£o n√£o atrase em nenhuma dessas hip√≥teses, pois, poder√° pagar uma multa no valor do sal√°rio caso ocorra esse desconhecimento.

Mesmo que o colaborador esteja em um aviso prévio, é importante se atentar se ele está faltando durante esses dias, se a resposta for positiva, os dias faltados deverão ser descontados do valor que ele irá receber.

Quando n√£o deve ser aplicado:

O aviso pr√©vio sempre deve ser aplicado, o √ļnico momento que ele n√£o pode ser aplicado √© quando o colaborador ganha demiss√£o por justa causa. Essa demiss√£o ocorre quando a empresa acaba sendo prejudicada de alguma forma.

O que a lei diz?

A lei que fala sobre a concessão do aviso prévio é a 12.506/2011. Temos também o Art.487.

O Art.487 determina que o aviso prévio é um direito do trabalhador que possui um contrato de trabalho por prazo indeterminado. Ele estabelece que o aviso prévio deve conter no mínimo 8 dias, e no máximo 30 dias.

“Art.487 Não havendo prazo estipulado, a parte que, sem justo motivo, quiser rescindir o contrato deverá avisar a outra da sua resolução com a antecedência mínima de:

I¬†– oito dias, se o pagamento for efetuado por semana ou tempo inferior; (Reda√ß√£o dada pela Lei n¬ļ 1.530, de 26.12.1951)

II Рtrinta dias, aos que perceberem por quinzena ou mês, ou que tenham mais de 12 (doze) meses de serviço na empresa. “

Houve uma alteração pela lei citada acima, a lei 12.506/2011 diz que:

Caso o empregador decida por demitir o colaborador, deve se atentar ao tempo de trabalho que ele tem na empresa. Segundo essa lei, para funcionários que tem pelo menos 1 ano de empresa, podem ser acrescidos ao tempo máximo de vigência 3 dias a cada ano de serviço.

“Par√°grafo √ļnico. Ao aviso pr√©vio previsto neste artigo ser√£o acrescidos 3 (tr√™s) dias por ano de servi√ßo prestado na mesma empresa, at√© o m√°ximo de 60 (sessenta) dias, perfazendo um total de at√© 90 (noventa) dias.‚ÄĚ

Ou seja, em alguns casos, o período pode variar até 90 dias. Mesmo que o mais comum seja 30 dias, não é uma regra.

Tipos de aviso prévio

As regras variam de acordo com o tipo de aviso prévio, ele vai variar de acordo com o tipo de demissão. Existem três principais: o trabalhado, cumprido em casa, e indenizado.

Aviso prévio trabalhado

Esse √© o mais comum dos tr√™s, onde o colaborador continua exercendo as fun√ß√Ķes normalmente de acordo com o tempo combinado no acordo com a empresa. Quando o colaborador √© demitido e decide cumprir esse per√≠odo, pode escolher sair 2 horas a menos por dia, ou sair 7 dias antes do prazo.

Cumprido em casa

Como o nome diz, esse aviso é um pouco diferente, pois a empresa permite que o colaborador o cumpra em casa mesmo. Esse modelo não está previsto na legislação, mas algumas empresas preferem aderir, pois tem mais tempo para realizar o pagamento das verbas rescisórias.

Aviso prévio indenizado

Esse estilo de aviso ocorre quando existe a demissão sem justa causa, não é obrigatório cumprir esse tempo de 30 dias.

Se a empresa decidir demitir o colaborador, deverá pagar o seu salário normalmente. Se o colaborador optar pelo desligamento, pode decidir se quer ou não cumprir os 30 dias, se não cumprir deverá pagar uma multa referente a um mês de trabalho.

Conclusão  

Nesse texto voc√™ viu o que √© aviso pr√©vio, quando realizar, os tipos e o que a lei diz sobre. Podemos concluir que √© de extrema import√Ęncia as empresas estarem atentas ao que a lei diz. Al√©m disso, existem v√°rios estilos de aviso e a empresa deve compreender qual se encaixa melhor, de acordo com a situa√ß√£o.

Quer saber mais sobre o Easydots?